A nova tendência é fazer marketing de conteúdo nas redes sociais com Realidade Virtual e Aumentada.

Vitor Botega, Florianópolis-SC

19 de Abril 2017

Nos últimos anos, o Facebook vem investindo muito para tornar mais acessíveis nas redes sociais a Realidade Virtual e Realidade Aumentada.

Depois de ontem, no F8 – conferência anual de desenvolvedores do Facebook, uma coisa ficou muito claro:

Nos próximos meses, pessoas e empresas poderão facilmente interagir nas redes sociais com conteúdos de Realidade Virtual e Aumentada.

Com o Facebook Camera Effects a câmera do seu celular possibilitará novas experiências de realidade aumentada dentro do Facebook. Essa nova plataforma permitirá empresas e agências de marketing criarem frames para as pessoas interagirem com as marcas, como no exemplo abaixo da Nike.

Com o Facebook Spaces, você poderá fazer tudo em realidade virtual junto com seus amigos no Facebook: visitar um lugar que vocês queiram conhecer, tirar selfies, desenhar objetos 3D, se juntar numa roda de amigos e até jogar um jogo em 360º.

Imagine uma agência de turismo divulgar vídeos em 360º de locais turísticos para as pessoas fazerem um tour com os amigos antes de comprar uma passagem de avião.

Agora pense numa construtora fornecer um tour em 360º de um apartamento decorado na planta para uma família simular um jantar na sala e ver como se sentem no novo apartamento.

Com estas novas plataformas sociais as empresas poderão ampliar suas estratégias de marketing digital, criando experiências muito mais impactantes e interativas com seus clientes.

Essa é uma das novas tendências para marketing de conteúdo nas redes sociais e, por isso, startups de RV e RA já estão atraindo muito dinheiro de investidores (US$ 2 bilhões em 2016). Este mercado representará US$ 162 bilhões até 2020, de acordo com uma pesquisa.

Em Santa Catarina, já temos a DOT Digital Group e Cafundó Estúdio, que são exemplos de startups catarinenses se antecipando neste mercado.